Exclusivo

Mais do que duplica a venda de vacinas contra a pneumonia

Mais do que duplica a venda de vacinas contra a pneumonia

Farmácias venderam acima de 290 mil unidades em 2020. Médicos saúdam subida da comparticipação.

Em 2020, o número de vacinas vendidas contra a pneumonia mais que duplicou face a 2019, numa diferença de mais 171 349 unidades. As vacinas são gratuitas para doentes de risco e, com a publicação de uma portaria a 21 de setembro, passaram a ser comparticipadas pelo Estado em 69%, em vez dos antigos 37%, para todas as pessoas acima dos 65 anos. Em Portugal morrem todos os anos cinco mil pessoas por pneumonia. Uma média diária de 13 mortes que coloca esta no topo das doenças respiratórias que mais matam no país. "O microrganismo que mais provoca pneumonia é o pneumococo e é prevenível usando a vacina", afirma o professor José Alves, médico pneumologista e presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão.

De acordo com dados da Associação Nacional de Farmácias (ANF), cedidos ao JN, a venda de vacinas antipneumocócicas tem vindo a aumentar nos últimos anos. Em 2019, foram vendidas 118 944 unidades e em 2020 o número mais que duplicou, registando-se 290 293 unidades vendidas. Até agosto deste ano, dados mais recentes da ANF, foram vendidas 47 024 unidades, mas espera-se que, até ao fim do ano, o número aumente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG