INE

Mais do que duplicou percentagem de pessoas que usam a net por fins educativos

Mais do que duplicou percentagem de pessoas que usam a net por fins educativos

O número de utilizadores de internet e de comércio eletrónico "aumentou significativamente", desde o início da pandemia, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

"Em 2020, 84,5% dos agregados familiares em Portugal têm ligação à internet em casa e 81,7% utilizam ligação através de banda larga, o que representa um aumento significativo, de mais 3,6%, em relação ao ano anterior", começa por divulgar o Instituto Nacional de Estatísticas (INE), em dados publicados esta sexta-feira.

Segundo o INE, desde que começou a pandemia em Portugal que "a percentagem de utilizadores de internet aumentou 3% em relação ao período homólogo de 2019, o que contraria a estabilidade dos resultados nos dois anos anteriores".

Segundo apurou o INE, a população dos 16 aos 74 anos que utilizou a internet "fê-lo principalmente para comunicar e aceder a informação". "Mas foram sobretudo as atividades relacionadas com aprendizagem as que registaram maior aumento em 2020", destaca o INE. É que, "mais que duplicaram as proporções de utilizadores que comunicaram com professores ou colegas através de portais educativos (de 14,5% em 2019 para 30,8% em 2020) e que frequentaram cursos online (de 7,7% para 18,0%)".

O INE apurou também que "entre os utilizadores de internet empregados, 31,1% exerceram a sua profissão em teletrabalho, sobretudo na Área Metropolitana de Lisboa", onde se atingiu os 43,2%. Os maiores níveis de acesso à internet verificaram-se nas famílias de classes sociais mais elevadas (96,8%).

"A percentagem de utilizadores de comércio eletrónico registou em 2020 o maior aumento da série iniciada em 2002, mais 7% do que em 2019. Em 2020, 44,5% das pessoas dos 16 aos 74 anos fizeram encomendas pela internet nos 12 meses anteriores à entrevista e 35,2% nos 3 meses anteriores", destaca ainda o INE.

Outras Notícias