Pandemia

Mais doentes graves em dia com cinco mortes e 713 casos de covid-19

Mais doentes graves em dia com cinco mortes e 713 casos de covid-19

Portugal registou cinco mortes e 713 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, período no qual aumentou o número de doentes graves hospitalizados.

A Direção-Geral de Saúde (DGS) registou 1066346 infeções por covid-19, às quais estão associadas 17952 mortes, desde o início da pandemia em Portugal. Contando já com os 713 casos e cinco óbitos reportados nas últimas 24 horas.

Os dados revelam uma quebra face aos 757 casos reportados ontem (menos 44) no total de casos e nos óbitos (de nove para cinco). Comparando com sábado passado, a descida é mais significativa, menos 226 infeções hoje face às 939 (e sete mortes) registadas há oito dias.

Nos hospitais, há menos dois internados. Do total de 408 pessoas acamadas este sábado, 83 são doentes considerados graves, mais sete do que na sexta-feira. Apesar deste aumento, o total de doentes internados em unidades de cuidados intensivos é quase metade dos registados há um mês.

O total de casos ativos caiu pelo sexto dia seguido, para 31481 (menos 278 face a ontem), enquanto os recuperados são agora 1016913, mais 986 nas últimas 24 horas. Neste período de tempo mais 317 ficaram sob vigilância das autoridades por terem estado em contacto com um caso positivo, elevando para 28604 o total de portugueses em isolamento profilático.

As vítimas mortais, dois homens e três mulheres, tinham mais de 80 anos. O escalão etário dos mais velhos é o mais castigado pela covid-19, com 11709 óbitos registados desde o início da pandemia, o que corresponde a cerca de 65% do total de mortes no país.

PUB

Por regiões, Lisboa e Vale do Tejo, a zona mais populosa do país, é a mais afetada pela pandemia, com 412491 casos, 266 nas últimas 24 horas, e 7669 mortes, mais uma desde sexta-feira.

A Região Norte reportou dois óbitos, elevando o total de mortes para 5549, em resultado de um total de 409636 casos registados, 204 nas últimas 24 horas.

As outras duas vítimas mortais foram registadas na Região Centro, que perdeu 3140 vidas desde o início da pandemia. Neste período, foram anotadas 142447 infeções, 85 nas últimas 24 horas.

Alentejo e Algarve parecem estar a entrar num período de mais acalmia, findas as férias. O extremo sul de Portugal registou 70 casos nas últimas 24 horas, para totais de 42384 infeções e 458 mortes desde o início da pandemia. Neste período de tempo, foram reportados 38682 casos (mais 63) e 1022 óbitos em terras alentejanas.

As ilhas parecem repousar num mar de quase total tranquilidade. Os Açores anotaram 11 casos novos (8792 e 42 óbitos desde março de 2020), enquanto a Madeira somou 14 infeções, para totais de 12187 e 72 mortos desde o início da pandemia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG