Exclusivo

Mais homens ficam em casa quando os filhos adoecem

Mais homens ficam em casa quando os filhos adoecem

No ano passado, houve quase 18 mil pedidos de progenitores masculinos para obtenção de subsídio contra 6587 em 2010.

Em dez anos, o número de pais que ficam em casa com os filhos quando estão doentes mais que duplicou. Apesar de continuar a ser maioritariamente uma tarefa feminina, com o passar dos anos há cada vez mais pais a assumir essa responsabilidade. No ano passado, foram quase 18 mil.

Os números enviados ao JN pelo Instituto da Segurança Social são claros quanto à evolução do aumento de pedidos de subsídios por assistência na doença a descendentes menores por parte dos homens. Em 2010, eram 6587 os pedidos solicitados pelos pais; uma década depois, o número passou para 17 879, ou seja, quase triplicou. Esta sexta-feira celebra-se o Dia do Pai.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG