Premium

Mais plástico compromete metas para a reciclagem

Mais plástico compromete metas para a reciclagem

As associações ambientalistas estão preocupadas com o aumento de embalagens descartáveis e a redução da reciclagem e temem que Portugal não consiga atingir as metas europeias.

Carmen Lima, da Quercus, diz que há "dois grandes problemas" provocados pelo novo coronavírus, que vão ter impactos preocupantes no ambiente: o aumento da utilização dos descartáveis e uma diminuição dos resíduos encaminhados para reciclagem.

Há mais legumes e frutas embaladas nos supermercados, luvas de plástico de utilização única para pegar em produtos a granel, cafés servidos em copos de plástico para beber no exterior das pastelarias e cada vez mais restaurantes a apostarem em refeições embaladas para takeaway e entrega ao domicílio. A isto soma-se a suspensão de serviços de recolha seletiva porta a porta, nomeadamente em Lisboa. E ecopontos cheios devido à redução das recolhas, que levam algumas pessoas a optarem por colocar tudo nos resíduos indiferenciados. O cenário preocupa Carmen Lima, que acredita que "este será um ano em que a reciclagem irá retroceder de forma muito substancial".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG