Balanço

Mais três mortes e 457 casos de covid-19, maior aumento desde 8 de maio

Mais três mortes e 457 casos de covid-19, maior aumento desde 8 de maio

Portugal registou, nas últimas 24 horas, três mortes e 457 novos casos de infeção por covid-19, o maior aumento diário desde 8 de maio.. Ao todo, contam-se 41.646 infetados e 1564 óbitos. Há mais 202 recuperados.

Segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde, morreram em Portugal três pessoas desde sábado, dia em que o balanço tinha dado conta de seis óbitos, elevando para 1564 o número total de mortes por covid-19. Das vítimas mortais - um homem septuagenário e duas mulheres com 80 anos ou mais -, duas foram registadas na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma no Alentejo (a terceira utente do lar de Reguengos de Monsaraz que ontem morreu).

Lisboa com 86% dos casos e Norte com mais 31 infetados

Nas últimas 24 horas, foram registados mais 457 casos de infeção, o aumento diário mais elevado desde o dia 8 de maio, registando-se agora 41.646 infetados desde março. Ontem, tinha havido 323 novos casos.

Dos novos contágios, 391 registaram-se em Lisboa e Vale do Tejo (que soma um total de 18.752 infetados), o que equivale a cerca de 86% do total. O Norte, que ontem somou quatro novos casos, um dia depois de um aumento acentuado atribuído a um surto em Cinfães, tem hoje 31 novos casos, registando, no total, 17.476 infetados. Dentro do distrito do Porto, só Gaia tem casos novos (seis de um total de 1640). Já nos dois dias anteriores, Gaia tinha sido um dos únicos concelhos do Porto a registar novos infetados.

A região Centro subiu de 4080 para 4094 (mais 14) e o Alentejo, que ontem registou mais 18 casos, tem quatro novos confirmados. O Algarve, que somou mais 21 no balanço anterior, tem 17 positivos nas últimas 24 horas (612 no total). Açores (149) e a Madeira (92) continuam com o mesmo número de casos.

Mais internados em enfermaria e cuidados intensivos

Há, em todo o país, 458 pessoas a receber tratamento hospitalar (mais 16 do que ontem), 75 das quais em unidades de cuidados intensivos (mais cinco). Há, por outro lado, 27.066 casos recuperados, mais 202 do que ontem.