Ambiente

Máquinas automáticas receberam 9500 embalagens diárias para reciclagem

Máquinas automáticas receberam 9500 embalagens diárias para reciclagem

Desde março que em alguns hipermercados se encontram equipamentos onde as embalagens podem ser colocadas em troca de vales de desconto ou de doações para instituições de solidariedade.

A iniciativa arrancou a 13 de março com a instalação de 23 maquinas automáticas em super e hipermercados de todo o país onde podem ser colocadas as garrafas de plástico. Por cada embalagem os consumidores recebem, consoante a tara depositada, entre 0,2 a 0,5 cêntimos.

"Recorde-se que a iniciativa arrancou em pleno confinamento e pouco antes de ser declarado o Estado Emergência. Mesmo assim, os portugueses aderiram embora os resultados durante o mês de junho sejam bem superiores ao encontrados nos meses anteriores", afirmou ao JN Inês dos Santos Costa, secretária de Estado do Ambiente, que esta sexta-feira esteve no Centro Comercial Alameda, na zona das Antas, um dos pontos de depósito instalados na cidade do Porto (ver lista completa dos locais e localidades com estes dispositivos no portal da internet dovelhosefaznovo.pt).

No total, foram recolhidas 1.051.871 garrafas de plástico PET, uma média de 9500 embalagens diárias, num total de 28 toneladas. Recorde-se que Portugal ainda só se recicla 35% do plástico. As metas do ministério é, até 2025, reciclar 70% das embalagens mas também a incorporação de 30% de plástico reutilizado na produção de novos produtos.

Na Alfândega do Porto, foram assinados oito contratos do projeto piloto do sistema de reembolso de depósito para garrafas de bebidas e latas, também financiado pelo Fundo de Ambiente como o projeto que está desde março nos supermercados, mas que conta com a colaboração do programa europeu EEA Grants que fomenta a aplicação dos princípios da economia circular na produção e consumo. A cerimónia contou com o embaixador da Noruega, país que, juntamente com a Islândia e o Liechtenstein, dá apoio a iniciativas em toda a Europa na área do ambiente.

Das 13 candidaturas recebidas, oito terão apoio financeiro na implementação de medidas que promovam a reciclagem de embalagens de plástico e latas um pouco por todo o território nacional e nos Açores. São elas a Ecoibéria SA, Reciclado Ibéricos que apresentou o projeto Bottle to Bottle; o Sistema de Depósito de Embalagens não Reutilizáveis de Bebidas nos Açores (para aquisição de equipamento para todos os concelhos das ilhas); o projeto Bebidas + Circulares, desenvolvido no concelho de Lisboa e que colocará mais 10 "maquininhas" de depósito; o Oeste + Recicla que se propõe instalar 30 equipamentos nos 12 concelhos da zona Oeste; o iREC - Inovar a Reciclagem, desenvolvido pela Cascais Ambiente e que quer adquirir 10 máquinas de recolha; o projeto REAP - Reciclagem e Reutilização de Embalagens de Alumínio e PET, da Universidade de Aveiro; o Mafra Reciclar a Valer +, que terá 12 locais de equipamentos, e por fim o Para cá do Marão embalagens não!, que em Vila Real vai colocar quatro depósitos para além de desenvolver programas de educação ambiental e de reciclagem de beatas e chicletes.

Outras Notícias