Fogos florestais

Marcelo alerta para "grande apetite" gerado pela falta de madeira nos últimos quatro anos

Marcelo alerta para "grande apetite" gerado pela falta de madeira nos últimos quatro anos

O presidente da República aproveitou a participação numa ação de limpeza florestal em Caminha, esta terça-feira, para alertar para o fim do prazo para limpeza de terrenos dentro de quatro dias e também para o eventual "apetite" gerado pela falta de madeira nos últimos quatro anos, devido ao reduzido número de ocorrências e de área ardida.

Após uma intervenção do autarca de Caminha, Miguel Alves, sobre essa problemática, Marcelo declarou: "Há esse problema económico. Quatro anos com pouca madeira cria um grande apetite a que haja mais madeira. Normalmente é seis, sete anos".

"Claro que nós sabemos que a Humanidade é toda boa no coração, nunca tem grandes interesses económicos ou pessoais à custa dos outros, mas pode haver uma ou outra exceção e, portanto, mais vale prevenir do que remediar. Quando não há oferta, pode surgir a tentação de aproveitar aquilo que a Natureza suscita como oferta mais fácil de madeira, que são os fogos. Portanto, olho vivo", disse o chefe de Estado perante uma fileira de operacionais da corporação de Bombeiros de Caminha, que o recebeu na freguesia de Venade, onde sapadores municipais limpavam terrenos próximos das habitações. Uma zona ardida em 2016, com o fogo a chegar muito perto das casas.

"É uma chamada de atenção para os outros, porque faltam quatro dias [para o fim do prazo das limpezas de terrenos] e têm que estar atentos e operacionais por todo o país", comentou, concluindo: "Agora entra a época um bocadinho mais complicada. Dentro de dias estamos em cheio e por muito que digam os meteorologistas, eu estou sempre de pé atrás".

Marcelo Rebelo de Sousa continua esta terça-feira no Alto Minho. Durante a tarde em Melgaço, com visitas a uma quinta produtora de vinho (Soalheiro), às estruturas da APPACDM e Museu do Cinema. Terminará a jornada em Paredes de Coura, em contacto com a companhia de teatro Comédias do Minho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG