O Jogo ao Vivo

Pandemia

Marcelo apela ao "bom senso e sensatez" no uso de máscaras

Marcelo apela ao "bom senso e sensatez" no uso de máscaras

O presidente da República pediu este sábado sensatez sobre a utilização de máscaras de prevenção da transmissão da covid-19, lembrando a possibilidade de fazer testes em casos de dúvida ou insegurança.

"É uma gestão de bom senso, de sensatez", disse aos jornalistas na Santa Casa da Misericórdia de São João da Madeira, no distrito de Aveiro, sobre a utilização de máscaras

Ao longo dos eventos no dia de hoje no concelho que também pertence à Área Metropolitana do Porto (AMP), Marcelo Rebelo de Sousa foi oscilando entre a utilização de máscara ou a sua dispensa, quer em espaços mais pequenos, quer em espaços mais amplos.

PUB

"Ali estavam 140 pessoas, ou 150 pessoas, num espaço que era grande, mas apesar de tudo havia muitas pessoas, e estavam todas de máscara. Eu entendo, por respeito às pessoas que estavam de máscara, e por uma questão de bom senso e precaução, coloquei a máscara", disse.

Lembrando as pessoas mais preocupadas por terem estado "num grupo de pessoas, num encontro social, numa festa familiar", o chefe de Estado deixou uma sugestão: "façam teste".

"Hoje, mesmo os testes antigénio são muito acessíveis. Se têm dúvidas sobre isso... Eu fiz hoje de manhã um teste antigénio, porque ontem tinha tido alguns contactos, fui a sítios onde estavam bastantes pessoas, umas com máscara e outras sem máscara, e eu preventivamente fiz isso", relatou.

"Está aberta uma nova fase, e isso é bom para todos", considerou.

O uso de máscaras deixou de ser obrigatório na sexta-feira, depois de ter sido publicado na noite de quinta-feira o decreto-lei que altera e simplifica as medidas no âmbito da pandemia de covid-19 em Diário da República.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG