Educação

Marcelo destaca resultados do PISA e defende "linhas de continuidade"

Marcelo destaca resultados do PISA e defende "linhas de continuidade"

O Presidente da República destacou, esta terça-feira, os resultados alcançados por Portugal nos testes PISA 2015 e os progressos dos últimos 15 anos, e defendeu que é importante haver "linhas de continuidade" na educação.

Numa nota divulgada na página da Presidência da República na Internet, lê-se que Marcelo Rebelo de Sousa "sublinha os excelentes resultados alcançados pelo país na última edição do PISA", um programa internacional de avaliação trianual de alunos de 15 anos, promovido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE).

"Pela primeira vez, Portugal consegue uma classificação acima da média nos três domínios de competências. Nos últimos quinze anos, o país fez progressos assinaláveis, constituindo um exemplo de boas práticas. Este facto reflete a importância das linhas de continuidade e dos consensos nas políticas educativas. Estão de parabéns as escolas, professores, alunos e pais, está de parabéns Portugal", acrescenta o chefe de Estado.

Segundo um relatório hoje divulgado pelo Instituto de Avaliação Educativa sobre os testes PISA 2015 e a evolução de Portugal desde o ano 2000, os alunos portugueses conseguiram pela primeira vez resultados "significativamente superiores" à média da OCDE em ciências e leitura.

Face a estes resultados, o presidente do PSD e ex-primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, pediu ao ministro da Educação que "repense algumas das decisões que já tomou" que reverteram políticas do anterior Governo.

Por sua vez, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, mostrou-se satisfeito com os resultados dos testes PISA em ciências, leitura e matemática, mas considerou que o país tem de melhorar nos níveis de retenção escolar.