Lisboa

Marcelo diz que há duas visões políticas em confronto

Marcelo diz que há duas visões políticas em confronto

O Presidente da República considerou este domingo que na política portuguesa há atualmente duas visões em confronto, e que "isso é bom porque podia haver um pântano, um bloco central de interesses", mas que o povo está distendido.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas durante a Festa do Livro no Palácio de Belém, em Lisboa, depois de questionado sobre o tom das intervenções da oposição nesta rentrée política.

"Há dois níveis de reação perante a política: o nível popular e o nível dos políticos. A nível popular, eu entendo que há uma distensão. As pessoas, naturalmente, têm as suas queixas, têm os seus problemas, têm as suas divergências, mas estão a viver uma situação de relativa distensão", declarou o chefe de Estado.

Referindo-se depois aos políticos, o Presidente da República disse que "é natural terem algum nível de crispação, faz parte da sua função".

"Vem aí um Orçamento do Estado, têm de debater o Orçamento do Estado. Uns estão a favor, outros estão contra. Felizmente, em Portugal há hoje duas visões diferentes sobre a política no imediato. Isso é bom porque podia haver um pântano, um bloco central de interesses. Isso não existe. Portanto, é natural que haja um debate", considerou.

Marcelo Rebelo de Sousa frisou que "é natural que haja em democracia situação e oposição" e que "seria mau se fosse tudo situação ou tudo oposição".

"Agora, esse é um plano. Outro plano é: os cidadãos em geral, tendo as suas opiniões, vivem, penso eu, uma menor crispação e uma maior distensão", reafirmou.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG