Audiência

Marcelo e Governo solidários com Bombeiros de Borba

Marcelo e Governo solidários com Bombeiros de Borba

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, manifestaram-se, nesta quinta-feira, solidários com os Bombeiros de Borba, agredidos no sábado passado por elementos de uma comunidade cigana.

Foi o presidente da República quem convocou autarca e Bombeiros de Borba para uma audiência, esta quinta-feira, em Belém, durante a qual Marcelo Rebelo de Sousa lembrou a importância que sempre deu à criação de "condições acrescidas para valorizar a missão e o estatuto das Forças Armadas e das Forças de Segurança". Aliás, uma importância que destacou, há dias, no discurso da tomada de posse do segundo Governo de António Costa.

"Valorizar e prestigiar essa missão, sempre prosseguida no quadro da Constituição e da lei, é reforçar o Estado de Direito Democrático em Portugal", lê-se, numa nota, publicada na página oficial da Presidência da República, no final do encontro de Marcelo Rebelo de Sousa com o presidente e vice-presidente da Câmara de Borba, António Anselmo e Joaquim Espanhol, com o comandante do Comando Territorial de Évora da GNR, Coronel Joaquim Nobre Grenho, e com o comandante da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Borba, Joaquim Branco.

No encontro, participou ainda o ministro da Administração Interna que, momentos antes reunira com a mesma comitiva de Borba. "A reunião teve lugar no Ministério da Administração Interna, tendo Eduardo Cabrita reafirmado a solidariedade para com os Bombeiros de Borba e com a atuação das forças de segurança, já manifestada no passado sábado, na sequência do incidente ocorrido no quartel da corporação", revela-se, num comunicado conjunto do Ministério da Administração Interna e da ministra de Estado e da Presidência.

Segundo aquele comunicado, do encontro resultou ainda "o compromisso, entre todas as partes, de aprofundamento do trabalho em conjunto que permita uma intervenção alargada ao nível da segurança e da integração".

"Este trabalho será desenvolvido no âmbito de um Contrato Local de Segurança, a celebrar a breve prazo com o município de Borba, que envolverá as entidades com competências na área da segurança, habitação, segurança social, mediação, bem como representantes das instituições e da comunidade locais", revela-se ainda no comunicado conjunto.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG