Presidente da República

Marcelo está bem de saúde e já tira selfies

Marcelo está bem de saúde e já tira selfies

O presidente da República já saiu do Hospital de Braga, depois de, este sábado à tarde, ter desmaiado durante uma visita ao Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, depois de uma "queda abrupta de tensão".

"Está tudo bem", descansou, em declarações aos jornalistas, à saída da unidade hospitalar, acrescentando que se sentia "combalido" desde sexta-feira.

"Estou melhor, o que se passou foi que fiz exames, tive uma gastroenterite aguda, vulgarmente diz-se uma intoxicação alimentar, que deu uma desidratação, somada à temperatura que estava [37 graus centigrados] deu uma queda abrupta de tensão" explicou Marcelo Rebelo de Sousa.

O chefe de Estado explicou que "era prudente" cancelar o programa de hoje, que incluía uma visita ao S. João de Braga, com direito a sardinhas ao jantar.

"Fiz soro, hidratei-me e dizem os médicos que é prudente não continuar o programa de hoje porque preciso de mais hidratação e, em princípio, amanhã também não", disse, referindo que a prioridade é recuperar para a visita aos Estados Unidos da América, para onde parte na terça-feira.

"Recomeço na segunda-feira, não posso pôr em causa a visita a Washington para onde parto na terça-feira de manhã. Daqui a uma semana, se correr bem à seleção, [tenho que] ir à Rússia e antes disso tenho compromissos aí pelo país. Abrando agora hoje porque é prudente. O resto está marcando, está marcado", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

Depois de elogiar a assistência dada pelo INEM e pelo Hospital de Braga, o presidente da República deixou, no entanto, um lamento. "A minha grande pena é que era um sonho o S. João de Braga. Eu já estive no Porto, este ano tinha reservado Braga, ia matar saudades. Tinha aí um grande programa, uma grande noite, fica para o ano, está marcado para o ano", garantiu.

Marcelo Rebelo de Sousa desmaiou cerca das 13 horas durante uma visita ao Santuário. O chefe de Estado foi imediatamente retirado para um hotel próximo, por seguranças, e assistido por um enfermeiro e um médico que acorreram ao local numa Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

Numa nota divulgada no portal da Presidência da República, é referido que Marcelo Rebelo de Sousa "agradece ainda a rapidez, eficiência e competência com que foi assistido pelo INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) e por todo o pessoal do Hospital de Braga".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG