Audiência

Marcelo recebe defensores da disciplina de Cidadania

Marcelo recebe defensores da disciplina de Cidadania

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai receber em audiência dois dos subscritores do Manifesto em Defesa da Disciplina de Cidadania e Desenvolvimento. O encontro acontece a 10 de setembro, quinta-feira, pelas 15 horas.

O manifesto, tal como o JN avançou, surgiu como reação ao movimento que pretende petição que a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento seja opcional, e conta com a assinatura de personalidades como Ana Gomes, Richard Zimler, Pedro Bacelar de Vasconcelos, Teresa Pizarro Beleza ou Catarina Marcelino, entre professores, políticos, jornalistas, médicos, investigadores e deputados e muitos outros.

A confirmação da audiência com Marcelo Rebelo de Sousa chegou através da Casa Civil do Presidente da República.

Mal foi lançado, o manifesto contava com 500 assinaturas, cinco vezes mais do que as da petição. Esta terça-feira, o manifesto registava oito mil, conforme adiantou David Rodrigues, o primeiro subscritor, conselheiro do Conselho Nacional de Educação e presidente da Pró-Inclusão - Associação Nacional de Docentes de Educação Especial, citado pela agência Lusa.

A petição, que deu origem ao manifesto de resposta, conta também com o apoio de figuras públicas, como Cavaco Silva, Passos Coelho e Manuel Clemente, num total de 100 pessoas. O documento pretende que a disciplina seja opcional, depois de os pais de dois alunos de Famalicão se terem oposto a que estes a frequentassem. Os alunos em causa vão continuar os estudos enquanto aguardam por uma decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga.

PUB

O manifesto de resposta alega que a ética não pode ser sujeita a objeção de consciência.

Na altura o escritor Richard Zimler afirmou ao JN que "a cidadania, e tudo o que dela faz parte, é tão importante como matemática ou geografia".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG