Reação

Marcelo respeita decisão de Centeno e saúda "continuidade"

Marcelo respeita decisão de Centeno e saúda "continuidade"

O presidente da República considerou, esta terça-feira, que Mário Centeno foi "das principais personalidades políticas" do país nos últimos anos e que o seu legado "fica para a História". Marcelo Rebelo de Sousa afirmou ainda que o novo ministro das Finanças, João Leão, dá "uma garantia de continuidade que é fundamental".

Marcelo considerou que o sucesso de Mário Centeno enquanto ministro foi "um facto incontroverso", dando como argumentos o excedente do último Orçamento de Estado e "a gestão, como a que assistimos, nos últimos anos".

O presidente disse também respeitar "integralmente" todos os que, independentemente dos cargos e das áreas profissionais, "decidem as suas vidas".

"Em democracia, as pessoas são livres. Sendo livres, escolhem, a cada momento, aquilo que entendem ser a melhor decisão na ótica do interesse pessoal e coletivo, e temos de respeitar", considerou o chefe de Estado.

Marcelo também elogiou Centeno por ter contribuído "para o prestigio externo de Portugal, nomeadamente na União Europeia", enquanto presidente do Eurogrupo.

Garantia de continuidade "é fundamental"

O presidente deixou claro que a escolha de João Leão, até agora secretário de Estado do Orçamento, como novo ministro das Finanças, a que dará posse na segunda-feira, o deixa tranquilo: "Pela própria lógica de ter, durante quatro anos e meio, colaborado diretamente com Mário Centeno, dá-nos uma garantia de continuidade que é fundamental", afirmou.

Marcelo disse ainda que a sua preocupação era não haver "uma mudança de rumo em matéria de política financeira, nomeadamente política orçamental. Não haverá mudança de rumo, e isso é importante", concluiu.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG