Presidenciais

Marcelo tem apoio do CDS, mas com 34 votos contra

Marcelo tem apoio do CDS, mas com 34 votos contra

O CDS-PP decidiu este sábado, em reunião extraordinária do Conselho Nacional, apoiar a recandidatura do atual chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, às eleições presidenciais de janeiro.

A favor votaram 153 conselheiros e 34 votaram contra, sendo que 28 abstiveram-se, indicou fonte da Direção centrista ao JN.

A reunião do Conselho Nacional centrista, fechada à comunicação social e que começou com cerca de duas horas de atraso, contou com cerca de 200 participantes e decorreu através de videoconferência, devido à pandemia de covid-19.

Os conselheiros estiveram reunidos desde cerca das 11 horas e apenas às 20 horas chegaram a uma decisão, depois de várias horas de intervenções e de uma votação em que foi registado, um a um, o voto dos participantes.

Nas últimas eleições presidenciais, em 2016, o CDS já tinha apoiado Marcelo Rebelo de Sousa.

O atual presidente da República anunciou na segunda-feira que é candidato a um segundo mandato em Belém.

PUB

No arranque do Conselho Nacional, ao apresentar a proposta da direção, o presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues do Santos, defendeu que Marcelo Rebelo de Sousa "é o único candidato que está para além dos partidos" e "o verdadeiro pilar moral e afetivo da nação".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG