Revolução

50 anos do 25 de Abril: Maria Inácia Rezola vai presidir às comemorações oficiais

50 anos do 25 de Abril: Maria Inácia Rezola vai presidir às comemorações oficiais

A historiadora e professora Maria Inácia Rezola foi nomeada Comissária Executiva da Estrutura das Comemorações oficiais dos 50 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974. Com a ida de Pedro Adão e Silva para o Executivo de António Costa, enquanto ministro da Cultura, a presidência das comemorações oficiais tinha ficado por preencher.

Com formação académica em História - licenciatura, mestrado e doutoramento pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa -, e especialista em História Institucional e Política Contemporânea, Maria Inácia Rezola dedicou-se a estudar a Revolução dos Cravos e o período de transição para a democracia em Portugal.

É autora da tese "Os Militares na Revolução de Abril. O Conselho da Revolução e a Transição para a Democracia em Portugal" (2004)".

Desde 1997 que leciona na Escola Superior de Comunicação Social, do Instituto Politécnico de Lisboa, onde é coordenadora da secção de Ciências Humanas e integra a comissão editorial da revista Comunicação Pública.

No papel de investigadora, Maria Inácia Rezola tem dirigido equipas de trabalho, em colaboração com diversas instituições, e desenvolveu bibliografia sobre a história de Portugal e o 25 de Abril.

Entre os títulos publicados pela historiadora estão "Os Militares na Revolução de Abril. O Conselho da Revolução e a Transição para a Democracia em Portugal (1974-1976)"; "25 de Abril - Mitos de uma Revolução" (Esfera dos Livros, 2007); "Melo Antunes, uma biografia política" (Âncora, 2012), entre outros.

As comemorações dos 50 anos do 25 de Abril ficarão sob tutela do Ministério da Cultura, gerido por Pedro Adão e Silva.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG