Nacional

Mário Soares elogiou discurso de Cavaco Silva no dia da República

Mário Soares elogiou discurso de Cavaco Silva no dia da República

O antigo Chefe de Estado Mário Soares elogiou esta quarta-feira o discurso "republicano" de Cavaco Silva, por este ter apelado ao crescimento económico e alertou para a necessidade de alterar a política europeia.

"Gostei. Sinceramente gostei, porque foi o discurso mais republicano dos que ouvi", disse Mário Soares aos jornalistas, em Paredes, referindo-se ao discurso de Cavaco Silva no âmbito das comemorações do 5 de Outubro.

Para além disso, Soares considerou importante que o chefe de Estado tenha realçado a importância do crescimento económico mesmo em período de austeridade.

"O Presidente da República disse uma coisa extremamente importante, com a qual estou de acordo: naturalmente tem de se cumprir as nossas obrigações em relação à troika, mas não podemos descurar o crescimento e o emprego", frisou.

De acordo com Soares, para que isto se concretize "é preciso não pensar só na austeridade, mas pensar, sobretudo, nas pessoas, pensar que é necessário que elas tenham trabalho e que haja desenvolvimento do país".

Sem isso, frisou Mário Soares, "não vamos a parte nenhuma". Questionado sobre se esse caminho seria seguido, o socialista mostrou-se confiante.

"O Presidente da República disse que essa é a linha, portanto acho que toda a gente vai seguir, porque tem de seguir", frisou.

PUB

Soares frisou, no entanto, que "há outra questão" a ter em conta, defendendo a necessidade de "modificar certas coisas da política" da Europa.

"Realmente o que se está a passar na Europa está em mutação permanente. Se não houvesse uma mutação completa da política europeia, nós todos -- a Europa -- íamos ao fundo", começou por explicar.

Contudo, "como não podemos ir ao fundo, porque seria uma catástrofe mundial, acho que temos de modificar certas coisas da política europeia", afirmou.

O antigo chefe de Estado apontou como exemplo "a necessidade de mais emprego e de mais política social, e não de menos".

Tecendo fortes elogios ao Centro Escolar de Paredes, que inaugurou e onde foi homenageado com a chave de honra do município, Mário Soares apontou o exemplo da autarquia que, apesar da crise, "pôs acima de tudo e em primeiro lugar as crianças e os jovens do concelho".

Soares referiu ainda que "precisamos de gente que tenha a confiança de que é com as pessoas que a gente se salva, e não com o dinheiro".

O Centro Escolar de Paredes destina-se a 480 alunos do pré-escolar e do 1.º ciclo do concelho e custou 3,7 milhões de euros.

O Presidente da República, Cavaco Silva, dramatizou hoje a importância de recuperar o crescimento económico, advertindo que se isso não acontecer Portugal poderá ter de recorrer novamente à ajuda externa.

"Se tal não ocorrer, os desequilíbrios financeiros terão uma correcção meramente temporária e estaremos de novo colocados na contingência de recorrer à ajuda externa, a qual, a acontecer, se irá processar em condições ainda mais gravosas para os portugueses. Temos de o evitar a todo o custo", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG