Covid-19

Máscara em espaços fechados mantém-se pelo menos até dia 22 de abril

Máscara em espaços fechados mantém-se pelo menos até dia 22 de abril

O Governo aprovou o prolongamento da situação de alerta no âmbito da pandemia covid-19 até ao final do dia 22 de abril. Até lá, mantém-se a obrigatoriedade de uso de máscara em espaços fechados e nos transportes públicos.

A decisão foi tomada, esta terça-feira, em reunião de Conselho de Ministros e mantém as medidas atualmente em vigor no âmbito da pandemia.

Para além do uso de máscara nos espaços em que atualmente é exigida, mantém-se também a obrigatoriedade de apresentação de teste negativo para visitas a lares e a pacientes internados em hospitais, com exceção dos visitantes portadores de certificado de recuperação ou de vacinação completa com dose de reforço.

A decisão está em linha com o discurso da diretora-Geral da Saúde. Numa entrevista à Rádio Renascença, divulgada ontem, Graça Freitas admitiu que ainda não chegou o momento de abandonar as máscaras nos espaços fechados.

Apesar de os indicadores estarem a descer, a mortalidade ainda não atingiu o valor que o país se impôs, menos de 20 óbitos por milhão de habitantes a 14 dias, que permitirá aliviar ainda mais as medidas restritivas.

"É melhor não abrirmos mão de todas as medidas, se ainda não estivermos consolidados nas descidas. Porque quando se abrem medidas há uma ligeira inflexão e uma ligeira subida do número de casos", afirmou Graça Freitas.

A diretora-Geral da Saúde preferiu não arriscar uma data para a libertação das máscaras nos espaços fechados, mas salientou que se a mortalidade mantiver a tendência crescente, dentro de dias a medida pode deixar de ser obrigatória.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG