Pandemia

Matosinhos, Porto e Feira com maiores aumentos de casos de covid-19 na AMP

Matosinhos, Porto e Feira com maiores aumentos de casos de covid-19 na AMP

Matosinhos foi o concelho da Área Metropolitana do Porto que registou maior aumento percentual de casos covid-19 numa semana, aumentando 25,7%, seguindo-se o Porto com 21,6%, e Santa Maria da Feira com 20,2%, revelam relatórios da Direção-Geral da Saúde.

Com o registo de mais 497 casos, Matosinhos reportou esta segunda-feira 2.426 novas infeções (mais 497), face às 1.929 registadas a 19 de outubro, enquanto o Porto de 2.884 casos reportados passou a 3.508 (mais 624).

De entre os 17 municípios da AMP, Santa Maria da Feira registou a terceira maior subida da semana com mais 179 casos ativos reportados: aumento de 884 para 1.063.

Os dados dizem respeito aos concelhos da AMP que ascendem aos quatro dígitos, de acordo com análise feita pela Lusa aos boletins da DGS que discriminam os "casos confirmados" por concelho e que apenas são divulgados à segunda-feira.

Valongo com mais 192 infeções pelo novo coronavírus registou um aumento percentual de 16,5%, enquanto a Maia de 16,2%, com mais 230 casos.

O concelho de Gondomar, que reportou à DGS 217 novas infeções entre o dia de hoje e a segunda-feira passada, regista um aumento de 14,2%, Vila do Conde 136 novas infeções (12,9%) e Vila Nova de Gaia 258 novos casos e 12,3% de aumento percentual.

PUB

Já no que diz respeito ao distrito de Aveiro, Santa Maria da Feira regista mais do dobro do aumento percentual de Ovar (70 novos casos no espaço de uma semana, ou seja mais 9%), concelho que na chamada primeira vaga da pandemia foi o primeiro concelho totalmente fechado à entrada e saída de pessoas, através de uma cerca sanitária que durou de 17 de março a 17 de abril.

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais 27 mortos relacionados com a covid-19 e 2.447 novos casos confirmados de infeção, segundo o boletim epidemiológico da DGS.

A região Norte continua a registar o maior número de novas infeções diárias, hoje com mais 1633 casos, totalizando 51.932, e 1030 mortos, dos quais oito nas últimas 24 horas, desde o início da pandemia em março.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 43 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG