Nacional

Porto Canal de portas abertas para Sara Carbonero

Porto Canal de portas abertas para Sara Carbonero

Júlio Magalhães, diretor-geral da estação cuja compra foi esta sexta-feira finalizada pelo F.C. Porto, afirma que se a jornalista (e namorada de Iker Casillas) quiser o canal está disponível para a receber.

Quando questionado sobre a possibilidade de ter Sara Carbonero a trabalhar no Porto Canal, Júlio Magalhães mostra-se recetivo e garante que tudo depende da vontade da jornalista. "Se ela quiser ter no Porto Canal algum programa ou alguma participação seria uma mais valia para nós, provavelmente ganharíamos maior dimensão nacional e internacional", afirma o diretor-geral da estação."Vamos aguardar. Para já ainda não sabemos ao certo qual vai ser a permanência dela na cidade do Porto. Vai tudo depender da vontade dela, nós para já não vamos à procura", acrescenta.

Depois de muita especulação sobre a vinda de Sara Carbonero para a cidade do Porto, confirma-se a sua mudança para a Invicta. A jornalista do canal Telecinco tirou uma licença sem vencimento para poder acompanhar Iker Casillas nesta nova fase da sua vida. O casal, recorde-se, é pai de Martín, de ano e meio.

O F.C. Porto anunciou, na sexta-feira à noite, em comunicado oficial a compra definitiva do Porto Canal, passando dessa forma a pertencer ao clube. Apesar desta aquisição, Júlio Magalhães garante que nada irá mudar. "Vamos continuar na mesma linha. Continuaremos a ser um canal generalista, feito no Porto mas para o país todo e para o mundo. O Porto tinha o canal alugado, era praticamente proprietário do canal, geria o canal todo, portanto não muda nada. Apenas deixou de ser uma casa alugada para ser comprada. É uma questão meramente formal".

Segundo o responsável, os conteúdos relacionados com o clube não vão aumentar com esta aquisição. "Como uma marca do F.C. Porto que somos, vamos continuar a manter uma grande aposta de conteúdos relacionados com o clube mas não só. Temos um acesso priveligiado a todos os jogadores do Porto. Esta semana os números foram extraordinários com o acompanhamento da chegada de Casillas e de Maxi Pereira. O Casillas será sempre um interlocutor que terá tempo de antena no Porto Canal. Pode-se esperar em breve uma entrevista com ele, quando o departamento de comunicação do F.C. Porto achar que for a melhor altura", revela Júlio Magalhães.

A única mudança, para o diretor-geral do Porto Canal, é que passa a existir uma maior estabilidade. "Esta compra é a perceção de que este é um projeto muito importante para o clube. A aposta agora é fazer crescer o canal em termos humanos, tecnológicos e em todos os aspetos", conclui. Para outubro serão esperadas já algumas novidades no canal generalista feito no norte do país.