Premium

Médicos de família deixam 116 vagas por preencher

Médicos de família deixam 116 vagas por preencher

Dos 435 lugares abertos para os centros de saúde, só vão ser ocupados 319 pelos especialistas. Profissionais pedem incentivos, numa altura em que a sua contratação marca o debate do Orçamento do Estado.

Mais de um quarto (26,6%) das vagas abertas pelo Ministério da Saúde para os centros de saúde e unidades de saúde familiar para os novos médicos de família ficaram por preencher. Os dados da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) mostram que dos 435 lugares postos a concurso, apenas 319 foram ocupados.

Associação e sindicato dizem que são precisos mais incentivos para captar os profissionais e que os novos colocados não vão conseguir colmatar os lugares deixados vagos pelas aposentações. Até setembro, adianta a ACSS, aposentaram-se 217 médicos. A previsão para 2020, segundo o site do BI dos Cuidados de Saúde Primários, é para um total de 559 aposentações.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG