Nacional

Médicos estão em Ponte de Lima, mas doentes vão para Braga

Médicos estão em Ponte de Lima, mas doentes vão para Braga

Com a abertura do Escala Braga, os doentes reumatológicos foram transferidos de Ponte de Lima, onde há nove especialistas, e confrontam-se com dificuldades para obter consultas e medicação no novo serviço, que tem só um médico. Hospitais em guerra de números.

O JN apurou que há vários pacientes que continuam sem conseguir levantar a medicação biológica, administrada apenas a nível hospitalar, no novo Hospital de Braga, gerido numa parceria público-privada pela empresa Escala Braga (Grupo José de Mello Saúde). São doentes que eram acompanhados, há vários anos, no Hospital de Ponte de Lima, que integra a Unidade Local de Saúde do Alto Minho e assegurava, até ao mês passado, o serviço de Reumatologia da região com nove médicos especialistas. Com a mudança para Braga, os doentes queixam-se de dificuldades para obter a medicação e marcar consultas.

Ler mais na edição e-paper ou na edição impressa.