Covid-19

Médicos pedem reunião urgente com a ministra da Saúde

Médicos pedem reunião urgente com a ministra da Saúde

Os médicos exigem uma reunião urgente com a ministra da Saúde, Marta Temido. Em causa, o elevado número de profissionais infetados e a falta de equipamentos de proteção individual.

O pedido foi feito em conjunto pela Federação Nacional dos Médicos (FNAM) e pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM). A reunião com a ministra da Saúde, Marta Temido, até pode ser por videoconferência. Mas tem que ocorrer, com urgência.

"A proteção dos profissionais de saúde deve ser uma prioridade no combate a esta pandemia, para dessa forma evitar o contágio aos doentes e a outros profissionais de saúde e as múltiplas denúncias da falta de equipamento de proteção individual adequado são extremamente preocupantes", justificam o presidente da FNAM, Noel Carrilho, e do SIM, José Roque da Cunha, num comunicado conjunto.

Para os médicos, "o continuado aumento de casos positivos em Portugal, reforça a necessidade de uma organização do trabalho" daqueles profissionais e que se "otimize a assistência à população, mas que também proteja os médicos da exaustão e do abuso".

Acresce que "o exemplo de outros países mostra-nos como a falta de rigor nas medidas de proteção dos profissionais de saúde tem consequências graves na saúde dos próprios, nos seus doentes e na população em geral", justificam ainda no comunicado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG