Boletim DGS

Menos 100 doentes internados em dia com 50 mortes associadas à covid-19

Menos 100 doentes internados em dia com 50 mortes associadas à covid-19

Portugal registou 50 mortes e 19436 infetados nas últimas 24 horas.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) reportou 19436 novos casos de covid-19 e 50 mortes associadas a complicações causadas pelo vírus da SARS-CoV-2. Desde o início da pandemia, 3069128 pessoas ficaram infetadas, das quais morreram 20492.

Nos hospitais, há menos 100 internados. Do total de 2232 pessoas acamadas, 160 são doentes considerados graves, mais um do que no domingo.

PUB

A Região Norte registou mais de metade do total de mortes nas últimas 24 horas e, como vem sendo hábito, a maioria dos novos casos (6382). A zona mais setentrional do país acumula 1180020 infeções, das quais resultaram 6249 óbitos desde o início da pandemia.

No mesmo período, a região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) reportou 1091101 casos e 8558 mortes, já incluindo os 5778 casos e oito óbitos registados no boletim da DGS deste sábado. A Região Centro acumulou mais 3640 casos e 11 mortes, com os registos globais a subirem para 452325 e 3631, respetivamente.

O Alentejo regista 106150 casos (mais 1125) e 1143 mortes, uma mais em relação a ontem. No Algarve morreram duas pessoas nas últimas 24 horas, período no qual foram reportados 1292 novos casos: os totais subiram para 121849 infeções e 660 mortes.

Nas ilhas, a morte passou ao largo. Os Açores registam 47045 casos desde o início da pandemia, mais 786 nas últimas 24 horas, e a Madeira 70638, dos quais 433 nas últimas 24 horas.

Os dados deste sábado reportam a morte de um homem com menos de 50 anos, em mais um dia em que a mortalidade atinge com mais força os mais frágeis: dos 50 mortos, 33 tinham mais de 80 anos - 13 homens e 20 mulheres. Dados que elevam para 13275 o total de vítimas entre os mais seniores, o que equivale a 65% do total de 20492 vítimas da pandemia.

A faixa dos 70-79 reportou 10 mortes (nove homens e uma mulher), enquanto o escalão etário imediatamente anterior registou seis vítimas - quatro homens e duas mulheres.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG