Mobilidade

Menos de 40% da população ficou em casa no primeiro dia de confinamento

Menos de 40% da população ficou em casa no primeiro dia de confinamento

N primeiro dia do novo confinamento, na última sexta-feira, apenas 39,5% dos portugueses ficaram em casa. Os dados são avançados num relatório sobre mobilidade realizado pela consultora PSE, que admite que os níveis de confinamento deverão ser distintos de março ou abril.

De acordo com a PSE, os números mostram que "os portugueses cumpriram de forma muito ligeira a orientação para ficar em casa". Embora tenha existido "uma redução da mobilidade", não se "compara com o primeiro lockdown". Na segunda-feira, 11 de janeiro, "30,5% da população já permanecia em casa". Olhando para sexta-feira, dia 15, houve um "acréscimo somente de nove pontos percentuais", num total de 39,5% dos portugueses confinados.

Comparando os níveis de mobilidade do dia 15 de janeiro com a média verificada no primeiro confinamento, em março, a PSE constatou "uma enorme diferença". Em média, no primeiro confinamento, 61% da população ficou em casa.

"Isso não quer necessariamente dizer que os portugueses não estão a cumprir as regras ditadas pelo governo. Pode simplesmente ser a consequência das diferenças existentes nas restrições agora impostas, que são bastante diferentes da primeira situação. Em particular o tema da abertura das escolas e as aberturas adicionais que agora existem", lê-se no relatório da PSE.

Assim, os próximos dias úteis serão fundamentais para verificar "o efetivo cumprimento das normas", bem como "o real comportamento dos portugueses". "O fim de semana é um período onde naturalmente há maior confinamento e, portanto, só na próxima semana se poderá concluir algo mais concreto, em termos do efeito real deste "lockdown" na mobilidade efetiva, bem como sobre o cumprimento das orientações governamentais", explica a empresa.

No que toca ao cumprimento do recolher obrigatório após as 23 horas, em dezembro, houve "uma tendência de um menor cumprimento dessa norma às sextas-feiras". No entanto, "as recentes medidas tiveram como resultado um maior cumprimento desse recolhimento".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG