O Jogo ao Vivo

DGS

Menos doentes internados em dia com 766 casos e sete mortes por covid-19

Menos doentes internados em dia com 766 casos e sete mortes por covid-19

Portugal registou sete mortes e 766 novos casos de covid-19. Internados descem.

A Direção-Geral da Saúde reportou 766 novos casos e sete mortes associadas à covid-19, nas últimas 24 horas. Dados que elevam para 1078729 o total de infeções por SARS-CoV-2, das quais resultaram 18078 óbitos desde o início da pandemia.

Os números mostram uma descida do total de infetados face aos 777 registados ontem (menos 11). Os dados representam uma quebra, maior, das infeções em comparação com a sexta-feira passada, quando haviam sido notificados 841 testes positivos e oito óbitos.

Nos hospitais, há menos 20 doentes internados. Dos 301 acamados, 55 são considerados doentes graves, menos um do que ontem.

Das sete vítimas mortais, seis (cinco mulheres e um homem), tinham mais de 80 anos. Esta é a faixa mais afetada pela pandemia, tendo perdido 11793 vidas, 65% do total nacional. A outra vítima mortal é um homem com mais de 70 anos, o segundo escalão etário mais afetada pela doença, com 3870 mortes (21% do total).

Segundo os dados da DGS, o total de casos ativos aumentou (135) para 30212, num dia em o total de doentes recuperados subiu para 1030439 (mais 624). Há menos 160 contactos sob vigilância (21426 no total).

PUB

Mantendo uma tendência desta semana, a região de Lisboa e Vale do Tejo voltou a ser a mais afetada pela pandemia, mas por pouco, registando 230 casos positivos, mais quatro que o Norte. Ao notificar dois óbitos nas últimas 24 horas, o entorno da capital perdeu 7704 vidas para a pandemia, de um total de 416627 infeções registadas desde março de 2020.

Na Região Norte, que soma 413104 casos desde o início da pandemia, mais 226 do que ontem, registou 5579 óbitos, nenhum nas últimas 24 horas.

Das sete vítimas registadas pela DGS, três residiam na Região Centro, que reportou 171 casos nas últimas 24 horas, com os registos a subirem para 144487 infeções e 3165 mortes desde março de 2020.

As outras duas mortes foram registadas no Alentejo, que totaliza 1041 óbitos e 39693 infeções (mais 37). Mais a sul, o Algarve soma 43290 casos (mais 62) e 473 mortes.

Nas ilhas, mais um dia sem vítimas mortais. Os Açores registaram 28 novos casos (9097 e 44 mortes no total), enquanto a Madeira reportou mais 12, para um acumulado de 12431 infeções, das quais resultaram 72 mortos desde o início da pandemia.

Sexta-feira é dia de matriz de risco, o esquema de cores que regista a taxa de incidência e o índice de transmissibilidade e que durante alguns meses serviu de orientação para as medidas de confinamento ao Governo.

A incidência subiu de 83,2 para 84,2 casos de infeção por SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes, a nível nacional, de quarta-feira para hoje. Descontando as ilhas, a subida foi de 83,2 para 84,4.

O índice de transmissão, o R(t) subiu de 0,97 para 1,0, a nível nacional. Sem contar com as ilhas, a subida no território continental foi de 0,98 para os mesmos 1,0.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG