Conferência

Milhares de docentes analisam formas de ensinar em pandemia

Milhares de docentes analisam formas de ensinar em pandemia

Cerca de 50 mil professores vão participar na conferência internacional Virtual Educa, que nos próximos três dias vai debater a forma de ensinar no próximo ano letivo, que também deverá ser afetado pela pandemia covid-19.

Entre terça e quinta-feira, realiza-se a conferência online "virtualeduca.connect", que envolverá 300 mil docentes de todo o mundo, segundo a organização do evento que em comunicado anunciou ter já 50 mil inscrições.

O tema principal do encontro será o próximo ano letivo (2020-2021) no contexto da covid-19, no qual o regresso às aulas presenciais terá de ser articulado com novas tecnologias de educação e com conteúdos pedagógicos desenhados de raiz para o ensino digital.

Os responsáveis do evento recordam que este ano, devido à pandemia, cerca de 1500 milhões de alunos em todo o mundo passaram a ter aulas à distância. Por isso, a conferência será também uma mostra das tecnologias pós-covid-19.

"Os três dias de conferência vão ser passados a discutir a forma como os sistemas públicos e privados de educação em todos os países vão lançar e gerir o próximo ano letivo, desde o ensino básico até ao 12.º ano", disse Adelino Sousa, diretor executivo da Virtual Educa.

Em Portugal, o Ministério da Educação decidiu que a participação na conferência irá contar como horas de formação dos docentes do ensino básico e secundário e, como tal, contará para progressão na carreira.

Segundo a organização, vão ser apresentadas as mais recentes tecnologias educativas e as propostas pedagógicas e didáticas para ensinar durante a pandemia.

Durante os três dias, serão também debatidos estudos e relatórios produzidos por universidades e institutos, desde a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, à Escola de Tecnologias de Informação na Educação da Universidade de Cantão, na China.

Além disso, haverá stands virtuais onde será possível conhecer os mais recentes equipamentos digitais e softwares educativos dos grandes fabricantes mundiais de tecnologias de educação.

Devido à pandemia de covid-19, a conferencia presencial foi adiada para novembro e deverá realizar-se na FIL, em Lisboa.

A Virtual Educa foi estabelecida em 2011 pela Organização dos Estados Americanos - OEA como uma iniciativa de cooperação multilateral no âmbito da educação, inovação, competitividade e desenvolvimento.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG