Ensino

Milhares de professores estão de volta à fila do desemprego

Milhares de professores estão de volta à fila do desemprego

Serão cerca de 30 mil os professores que a partir de hoje começam a inscrever-se nos centros de emprego por não terem integrado a lista definitiva de colocações.

O número exato não é conhecido, uma vez que este ano o Ministério de Educação apenas divulgou os 7306 colocados, sem referir o número de candidatos. Com a vida indefinida, os docentes inscrevem-se para garantir uma prestação de desemprego, enquanto aguardam por um lugar numa escola, em regime de substituição ou com horário incompleto.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG