Exército

Militar que fez transplante já respira sozinho e está consciente

Militar que fez transplante já respira sozinho e está consciente

O militar do Exército que foi sujeito a um transplante de fígado na quinta-feira "já está a respirar espontaneamente e está consciente".

Segundo a porta-voz do Exército, Elisabete Silva, o militar "apresenta uma boa evolução" depois da cirurgia a que foi sujeito na quinta-feira à noite.

Recorde-se que, na terça-feira, David, de 23 anos e natural da freguesia de Ferreira, no concelho de Paços de Ferreira, foi internado na Unidade de Cuidados Intensivos no Hospital de Abrantes com suspeita de ter sofrido um golpe de calor, situação que foi entretanto afastada, mas "ainda não se sabe" o verdadeiro motivo do internamento.

O militar foi depois transferido para o Hospital Curry Cabral, em Lisboa, onde o seu estado de saúde piorou. Na quinta-feira, na sequência de um "um agravamento da função hepática", o jovem militar foi sujeito a um transplante de fígado.

Nesta sexta-feira de manhã, o Exército informou que o transplante "correu bem", mas "o prognóstico mantém-se reservado".

A família do militar está em Lisboa e está a ser acompanhada pelo Exército, nomeadamente com apoio psicológico e de alojamento, alimentação e transporte.

David sentiu-se mal na terça-feira durante a prova de um curso em Santa Margarida da Coutada, em Constância. Os restantes 140 formandos, assim como os formadores, num total de 164 pessoas, fizeram esta sexta-feira análises clínicas no âmbito do processo de averiguação das causas que levaram ao internamento do militar, indicou a porta-voz Elisabete Silva. "Todas as possibilidades estão em aberto", acrescentou, uma vez que ainda não é claro o que aconteceu.