O Jogo ao Vivo

Nacional

Minista fala apenas de ajustamentos nas escolas particulares

Minista fala apenas de ajustamentos nas escolas particulares

A ministra da Educação afirmou hoje, quinta-feira, que o financiamento já aprovado permitirá que todas as escolas do ensino particular continuem a funcionar e defendeu que apenas haverá "ajustamentos" ao nível da rede deste tipo de ensino.

Isabel Alçada falava no final do Conselho de Ministros, em conferência de imprensa, depois de interrogada sobre a possibilidade de a prazo encerrarem escolas do ensino particular e cooperativo por falta de verbas.

Na resposta, a ministra da Educação referiu que "o financiamento aprovado por lei permite que todas continuem a prestar um serviço educativo de qualidade", nas escolas do ensino particular com contrato de associação.

"Decorrente do financiamento, nenhuma escola terá de fechar. Poderá haver ajustamentos de rede, que têm a ver com a oferta da escola pública e com as necessidades de oferta de educação em locais em que antes não havia oferta de escola pública, mas em que agora há essa oferta", justificou a ministra da Educação.

De acordo com Isabel Alçada, o estudo do Ministério da Educação "demonstra que haverá cortes de turmas".

"Haverá um ajustamento gradual do número de turmas que serão financiadas nestes colégios com contrato de associação. Ao longo do tempo, tem havido alguns colégios que decidem não continuar com o contrato", observou Isabel Alçada, antes de deixar uma mensagem.

"O Ministério da Educação está aberto para manter os contratos com os colégios", acrescentou.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG