Esclarecimento

Ministério da Segurança Social nega que Temido tenha passado por cima

Ministério da Segurança Social nega que Temido tenha passado por cima

O Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social desmentiu que a ministra da Saúde tivesse enviado regras a lares sem o conhecimento da ministra Ana Mendes Godinho.

O desmentido foi divulgado na sequência da manchete deste sábado do jornal "Expresso", que dá conta de que Marta Temido terá agido à revelia da ministra da Segurança Social, com orientações sobre a reabertura das visitas em lares de idosos. O semanário informa que a União das Misericórdias foi surpreendidaa com uma nota vinda do ministério da Saúde, na passada segunda-feira, a indicar que as visitas seriam permitidas a partir da próxima semana, quando a ministra responsável pela pasta dos lares ainda não tinha fechado uma data.

Em comunicado enviado hoje às redações, a tutela desmente "o título da notícia" - "Temido enviou regras a lares sem Mendes Godinho saber" -, acrescentando que "não há qualquer facto ou alegação no texto que sustentem o mesmo".

O Ministério "foi contactado pelo semanário na tarde de quinta-feira sobre este assunto através de um e-mail que colocava uma única questão: "Como explica a Ministra do TSSS [Trabalho, Solidariedade e Segurança Social] esta situação e houve, ou não, descoordenação entre a tutela dos lares e o Ministério da Saúde?"", informa a nota, que acrescenta a resposta da tutela. "O MTSSS foi claro: 'Os ministérios da Saúde e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social estiveram sempre articulados sobre esta situação, tendo os parceiros do setor social sido ouvidos sobre as orientações", pode ler-se.

Outras Notícias