Covid-19

Ministério Público abriu inquérito ao surto de Mora

Ministério Público abriu inquérito ao surto de Mora

A Procuradoria-geral da República (PGR) anunciou, esta sexta-feira, a abertura de um inquérito ao surto de covid-19 em Mora, que já regista 54 casos positivos e obrigou ao internamento de cinco pessoas, quatro delas nos cuidados intensivos.

"Foi instaurado inquérito que tem por objeto uma situação concreta relacionada com o surto de Mora, no âmbito do qual não deixarão de ser investigados todos os factos que chegarem ao conhecimento do Ministério Público e que sejam suscetíveis de integrarem a prática de crime", adiantou, ao JN, fonte da PGR. "Este inquérito é dirigido pelo Ministério Público do DIAP de Évora", acrescentou.

Em causa estará um foco do novo coronavírus que terá começado com um casal de idosos de Mora, que depois de um passeio até Espanha terá no regresso infetado e propagado o vírus pela comunidade, antes de rumar ao Algarve.

Este surto estará na origem de um outro foco, em Montemor-o-Novo, onde há agora 30 casos ativos.

De acordo com a Imprensa local, o membro feminino daquele casal terá registado os primeiros sinais do coronavírus à chegada, há poucos dias, a Mora, onde teve diversos contactos com a população. Rumaram depois ao Algarve, onde só aí a mulher testou positivo. Este caso já estava na mira das autoridades de saúde e das de segurança local, tendo em conta a necessidade de traçar os possíveis contactos deste casal.

"Não são apenas os casos iniciais que interessam. Interessam também os casos secundários, terciários", disse a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, na última segunda-feira, tendo apontado este como "um surto complexo, porque tem mais de 300 pessoas potencialmente envolvidas - a maior parte delas testadas".

No Hospital do Espírito Santo de Évora estão internados cinco infetados de Mora. Um deles, um homem de 89 anos, está hospitalizado na enfermaria. Os outros quatro - três homens e uma mulher, com idades entre os 64 e 69 anos - mantêm-se na Unidade de Cuidados Intensivos.

A testagem da população da vila de Mora, que tem 2500 habitantes [o concelho tem quase o dobro], tem decorrido nas instalações da Casa do Povo.

O presidente da Câmara Municipal, Luís Simão, está em isolamento, depois de dois funcionários municipais com quem contactou terem dado positivo. O teste do autarca comunista deu negativo.

Outras Notícias