Exclusivo

Ministra anuncia medidas mitigadoras para atrasos na Lei de Programação Militar

Ministra anuncia medidas mitigadoras para atrasos na Lei de Programação Militar

A ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, reconheceu, esta quarta-feira, no Parlamento, que "a Lei de Programação Militar de 2021 teve um grau de execução anómalo, em comparação com o ano precedente", e revelou que estão já em curso "medidas mitigadoras".

"Uniformização de procedimentos e prestação mais regular da informação" são duas ações que Helena Carreiras quer implementar, como referiu numa audição na Comissão de Defesa Nacional, realizada no âmbito de um requerimento do PSD sobre a execução da Lei de Programação Militar (LPM), que, em 2021, se ficou pelos 54% e tem a sua revisão em curso.

"Estamos a adotar normas e procedimentos no âmbito da gestão integrada dos programas de investimento previstos na LPM com o objetivo de tornar mais eficazes os sistemas de informação: mais fiável, mais completa, atualizada e suscetível de ser auditada", vincou a ministra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG