Nacional

Ministra da Educação não adianta número de escolas que vão encerrar

Ministra da Educação não adianta número de escolas que vão encerrar

A ministra da Educação escusou-se, esta segunda-feira, a concretizar o número exacto de escolas do 1.º Ciclo que encerram no final do ano lectivo, afirmando desconhecer as estimativas das autarquias, que apontam para cerca de 600 escolas.

De acordo com os levantamentos feitos pelas autarquias, "até 654 escolas do primeiro Ciclo, com menos de 21 alunos, poderão fechar as portas no final deste ano lectivo", noticiou o Diário de Notícias, esta segunda-feira.

"Esses números [do encerramento] não importam, o que importa é que as crianças tenham boas condições", frisou a ministra Isabel Alçada, lembrando que são 400 as escolas que foram identificadas como não tendo as condições adequadas "para poder permanecer".

A ministra da Educação falava aos jornalistas em São Brás de Alportel, à margem da inauguração dos trabalhos de ampliação da Escola Secundária José Belchior Viegas, intervenção que representou um investimento de 1,3 milhões de euros.

"Estamos a preparar tudo para que no momento certo vejamos quantas são as escolas que vão abrir e quantas vão encerrar", referiu, sublinhando que o ministério vai em conjunto com as autarquias "verificar todos os casos".

Quanto aos números estimados pelas autarquias de que irão encerrar no final deste ano lectivo até 654 escolas, Isabel Alçada diz não ter essa informação, referindo apenas que "não há dúvida" que irão encerrar as escolas sem condições.

Segundo a ministra da Educação, tratam-se de escolas muito pequenas, que não têm salas adequadas, cantina, instalações desportivas ou biblioteca.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG