Saúde

Ministra quer solução conjunta com Ordem para acabar com violência contra médicos

Ministra quer solução conjunta com Ordem para acabar com violência contra médicos

A ministra da Saúde apelou esta quarta-feira à Ordem dos Médicos para trabalharem numa solução conjunta para erradicar a violência contra os profissionais de saúde.

"Nada justifica a violência, seja em que circunstâncias for", afirmou Marta Temido.

"A violência - todas as formas de violência - é um problema de Saúde Pública e faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para a erradicar", assegurou a governante.

"Também aqui, será essencial que caminhemos lado a lado, por todos os profissionais de saúde, pelos portugueses e pelo país", afirmou a ministra Marta Temido na cerimónia de tomada de posse do bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, que foi reeleito no cargo.

A ministra garantiu que o Governo tem observado de "forma atenta" os casos de violência contra os profissionais de saúde, frisando que é preciso trabalhar numa "mudança cultural no sentido da não violência".

Marta Temido disse ainda que o Governo tem um "grande respeito" por "todos os médicos", reforçando que não deve ser perdido de vista o "respeito institucional mútuo".

A ministra admitiu ainda que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) precisa dos médicos, mas lembrou que os médicos também precisam do SNS.

A cerimónia de tomada de posse de Miguel Guimarães, num segundo mandato à frente da Ordem dos Médicos, decorreu esta quarta-feira ao fim da tarde em Lisboa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG