Excesso de velocidade

Ministro "sem memória" de andar a 200 km/h: "Não deveria ter acontecido e vou estar mais atento"

Ministro "sem memória" de andar a 200 km/h: "Não deveria ter acontecido e vou estar mais atento"

Embora defenda não se ter apercebido de a viatura oficial em que seguia ter atingido velocidades que infringem o código da estrada, o ministro do Ambiente reconheceu que tal não deveria ter acontecido e comprometeu-se a estar "mais atento em situações futuras".

Um BMW Série 5 de 2021, onde seguia o ministro do Ambiente e da Ação Climática, foi filmado pela TVI, na tarde do dia 5 de julho, a quase a 160 km/h numa estrada nacional que dá acesso à A2, à saída de Beja, e, mais à frente, já na autoestrada, a 200 km/hora, avançou a TVI. Só depois de quase uma hora é que o motorista da viatura oficial ligou as luzes para assinalar marcha de urgência - a lei prevê essa hipótese em casos excecionais, como serviço urgente de interesse público - mas sem haver, aparentemente, justificação para tal.

PUB

Sendo o limite máximo permitido na nacional de 90 km/h e na autoestrada de 120 km/hora, em causa poderiam estar, no primeiro caso, uma contraordenação grave, que implica a perda de dois pontos na carta de condução e uma coima entre os 120 e os 600 euros, e, no segundo caso, uma contraordenação muito grave, que prevê a perda da carta de condução entre dois meses e dois anos, a perda de quatro pontos da carta e uma coima entre os 300 e os 1500 euros.

Contactado pela TVI, João Pedro Matos Fernandes disse não se recordar de o veículo em que seguia ter atingido tais velocidades. "Não tenho qualquer memória de os factos relatados terem sucedido. Se forem verdade, não deveriam ter acontecido e nunca deles me apercebi. Reconheço que, por vezes, e com a sinalização de emergência ligada, sei que os limites de velocidade são ultrapassados, apenas por razões de trabalho e para não chegar tarde a compromissos profissionais (...). Comprometo-me a estar mais atento em situações futuras." O governante elogiou ainda o motorista profissional que conduzia a viatura e que já vem de outros governos.

No dia em que o carro foi captado em excesso de velocidade, segunda-feira da semana passada, o ministro tinha marcado presença no evento que assinalou a reabilitação da Estação de Tratamento de Águas (ETA) do Roxo, em Aljustrel, e regressava a Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG