Exclusivo

Ex-ministros retomam profissão, estão na AR ou reformam-se

Ex-ministros retomam profissão, estão na AR ou reformam-se

Da lista de 11 ministros que saíram do Governo, três decidiram voltar à vida académica, como João Leão, que está debaixo de fogo por regressar ao ISCTE, agora como vice-reitor, após ter sido aprovada a verba de financiamento do novo centro de investigação quando era ministro das Finanças. Foi uma saída polémica, como outras em anteriores governos.

O ex-ministro das Finanças também é um dos quatro candidatos ao cargo de diretor executivo do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), instituição financeira que assegura a estabilidade da zona euro. Foi a figura escolhida pelo Governo português para suceder a Klaus Regling, cujo mandato termina no próximo dia 7 de outubro.

Manuel Heitor e Ricardo Serrão Santos também optam pelas respetivas instituições de Ensino Superior. O primeiro é do Instituto Superior Técnico (Universidade de Lisboa) e o segundo é investigador principal na Universidade dos Açores, onde foi diretor do Departamento de Oceanografia e Pescas entre 1997 e 2011.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG