PSD

Moreira da Silva com apoio de Mota Amaral num dia em que prefere reunir com militantes do Porto

Moreira da Silva com apoio de Mota Amaral num dia em que prefere reunir com militantes do Porto

Jorge Moreira da Silva recebeu, esta quarta-feira, o apoio do ex-presidente da Assembleia da República, João Bosco Mota Amaral, num dia em que preferiu reunir com militantes do Porto em vez de independentes, como fez o adversário Luís Montenegro.

"No seguimento de elucidativa conversa havida com o próprio em Ponta Delgada, declaro o meu convicto apoio à candidatura de Jorge Moreira da Silva à liderança do PSD", revelou o ex-presidente da Assembleia da República e do Governo Regional dos Açores, João Bosco Mota Amaral.

Para Mota Amaral, o ex-ministro do Ambiente é quem dá "garantias" de uma "oposição eficaz", até pela experiência na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

"O seu profundo conhecimento dos problemas nacionais e o enquadramento deles no âmbito europeu, estudados a partir do alto posto que ocupou durante anos na OCDE, dão garantias de uma liderança esclarecida e de uma oposição eficaz, vantajosa para Portugal e para o povo português", concluiu Mota Amaral, juntando-se, assim, a nomes como Pinto Balsemão (mandatário nacional) que já manifestaram apoio a Jorge Moreira da Silva.

Na lista de apoiantes notáveis do PSD, o ex-ministro conta ainda com Manuela Ferreira Leite, Miguel Poiares Maduro, Costa Neves, Silva Peneda, Arlindo Cunha, António Capucho, Fernando Negrão e Ângelo Correia.

O apoio de Mota Amaral surgiu num dia em que o candidato à liderança do PSD fez campanha no Porto, tal como o seu adversário. Mas, se Luís Montenegro reuniu-se com o autarca independente Rui Moreira, Jorge Moreira da Silva preferiu estar com militantes do partido.

"Vai estar com militantes do PSD, que é o que faz sentido. Devemos ajudar e apoiar os eleitos do PSD no combate difícil que têm para fazer na Assembleia Municipal do Porto e na vereação", vinca Carlos Eduardo Reis. Para o diretor de campanha de Moreira da Silva, o adversário Luís Montenegro deu, assim, "um sinal contraditório" ao encontrar-se com Rui Moreira para assinalar uma reaproximação do partido com o autarca portuense.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG