INE

Mortes, nascimentos e casamentos aumentaram em Portugal

Mortes, nascimentos e casamentos aumentaram em Portugal

Aumentou o número de casamentos, nascimentos e mortes em Portugal. De acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em março morreram 10754 pessoas, uma subida de 11,9% face ao mesmo mês do ano passado. No entanto, o saldo natural do país desagravou-se devido ao aumento de 6,2% no número de nascimentos. Também os casamentos mantêm a tendência de crescimento.

Segundo as estatísticas vitais mensais do INE, em março, morreram em Portugal 10 754 pessoas. Trata-se de uma subida de 11,9% em relação a março do ano passado e de mais 92 óbitos face a fevereiro. Das mortes registadas, 644 foram devidas à covid-19 (menos 470 do que em fevereiro e mais 142 do que em março de 2021).

Apesar da subida de óbitos, nota o INE, o saldo natural do país desagravou-se devido ao aumento do número de nascimento. Em fevereiro, nasceram 6088 bebés. São mais 6,2% face ao ano passado. Recorde-se que, também em janeiro, houve mais 4,8% de nascimentos do que no mês homólogo de 2021.

Desta forma, em fevereiro, o saldo natural do país estava nos -4.558, registando um desagravamento relativamente ao do mês homólogo de 2021, quando o valor era de -7.027.

No que diz respeito aos casamentos, fevereiro fechou com 1 401 cerimónias. Foram celebradas mais 1 224 bodas, ou seja, 7,9 vezes mais do que no período homólogo do ano passado. Embora haja uma "tendência de crescimento", os dados mostram que as celebrações ainda estão aquém os valores pré-pandemia.

Nos primeiros dois meses deste ano, foram celebrados 2 542 casamentos. Trata-se de mais 1 551 face a janeiro e fevereiro de 2021, mas menos 378 do que em 2020.

"As medidas decorrentes da contenção da pandemia tiveram impactos na vida dos cidadãos, onde se inclui a mobilidade e o contacto social, pelo que os dados estatísticos relativos aos casamentos celebrados a partir de março de 2020 devem ser lidos neste contexto", lê-se na nota divulgada pelo INE.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG