Trabalho

Motoristas dizem que há avanços mas acordo com ANTRAM está longe

Motoristas dizem que há avanços mas acordo com ANTRAM está longe

As negociações do contrato coletivo de trabalho entre Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) e patrões deram "um pequeno avanço" esta segunda-feira, mas o processo ainda está muito longe do pretendido, disse fonte sindical.

"Há um pequeno avanço, mas ainda estamos muito longe" do que é pretendido pelo sindicato, disse o porta-voz do Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), Anacleto Rodrigues, que falava aos jornalistas no final de uma reunião com a Associação Nacional de Transportadores Públicos, Rodoviários de Mercadorias (Antram), que decorreu em Coimbra e que durou cerca de quatro horas.

A reunião teve por objetivo a continuação das negociações do contrato coletivo de trabalho.

"Temos a convicção de que se apresentássemos neste momento o que temos aos nossos associados, eles iriam rejeitar [o contrato coletivo de trabalho]", afirmou.

De acordo com Anacleto Rodrigues, "já se percorreu um longo caminho" nas negociações, mas o processo "está a ser mais lento" do que era a expectativa dos motoristas e do sindicato.

Apesar disso, o porta-voz do SIMM vincou que quer o sindicato quer a Antram querem manter as negociações para que "haja um resultado que, no fim, satisfaça as partes".

Segundo o dirigente sindical, as questões mais complicadas de ultrapassar têm que ver com o pagamento do trabalho suplementar e com o descanso a que têm direito os motoristas que fazem as linhas internacionais.

"Essas são as duas questões que mais nos afastam neste momento", frisou.

Após a reunião tida esta segunda-feira, SIMM e Antram deverão voltar a reunir-se em 04 de outubro, em Lisboa, ou em 08 de outubro, em Coimbra, informou.