Exclusivo

Ninguém controla aumento do lixo gerado pela covid

Ninguém controla aumento do lixo gerado pela covid

Máscaras, luvas, batas, braçadeiras de cabeleireiro e copos de plástico são os resíduos descartáveis que mais aumentaram com a covid-19, mas Portugal não está a contabilizar o efeito destes produtos que vão acabar no aterro, pois não devem ser colocados no ecoponto e, por isso, não são reciclados.

À medida que o Mundo confinava e a poluição diminuía, eram boas as notícias sobre o efeito da covid-19 no ambiente, mas rapidamente a tese caiu por terra e o problema são agora os equipamentos descartáveis produzidos para proteger a população da pandemia.

O JN questionou o Ministério do Ambiente e a Agência Portuguesa do Ambiente, que confirmaram que estes resíduos não são contabilizados por se inserirem nos indiferenciados. O Governo, preocupado com isso, proibiu em maio a importação de resíduos para eliminação provenientes de outros países da União Europeia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG