Exclusivo

Norte prepara-se para ser mais tecnológico, verde e social até 2030

Norte prepara-se para ser mais tecnológico, verde e social até 2030

Plano Operacional Regional, em consulta pública até 15 de setembro, reserva 45,6 milhões para mobilidade suave, redução de emissão de gases e ferrovia.

O Norte vai ter 3,4 mil milhões de euros para se desenvolver até 2030, com um conjunto de ações que apostam sobretudo em mais conhecimento científico e em passá-lo para as empresas, sem deixar as pessoas para trás e sem descurar o ambiente. Há dinheiro para as bicicletas e ferrovia.

O Programa Operacional Regional, dado a conhecer esta sexta-feira pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), fica em consulta pública até 15 de setembro e assenta em cinco linhas orientadoras, visando um norte mais competitivo, verde e hipocarbónico, conectado, social e próximo dos cidadãos. Para além disso, integrará uma linha para execução do Fundo de Transição Justa, decorrente do fecho e reconversão da antiga refinaria de Matosinhos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG