Premium

Norte regista queda abrupta nos doentes inscritos para cirurgia

Norte regista queda abrupta nos doentes inscritos para cirurgia

A Região Norte registou uma queda abrupta do número de inscritos para cirurgias desde março, o que comprova uma diminuição da acessibilidade aos cuidados de saúde e indicia que o número de intervenções cirúrgicas por realizar em todo o país será ainda maior do que o avançado pela tutela.

Durante a pandemia, a mediana do tempo de espera para cirurgia na região mais afetada do país derrapou um mês. Os doentes que aguardam por uma operação para lá do tempo legalmente previsto são agora 30% do total.

A monitorização da lista de inscritos para cirurgia da Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) revela que a 7 de maio estavam inscritos para cirurgia 90 866 doentes, menos 9819 (10%) do que em fevereiro.