O Jogo ao Vivo

TPNP

Norte vai ter observatório regional de turismo em 2022

Norte vai ter observatório regional de turismo em 2022

O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal revelou, esta quinta-feira, que a região vai ter em 2022 um observatório regional de turismo para dar informações do setor em tempo útil a operadores e investidores.

Em entrevista à agência Lusa no âmbito dos seus dois primeiros anos de mandato à frente da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), Luís Pedro Martins explicou que está em curso a criação de uma plataforma de "business intelligence" (certificação de base de dados), com o Turismo de Portugal e com a Riptur (Rede de Instituições Públicas do Ensino Superior Politécnico com cursos de turismo), para conceber um observatório regional de turismo no Norte de Portugal, uma ferramenta que nunca existiu na região.

"Estamos a criar o observatório regional de turismo que sirva de apoio aos "stakeholders" (operadores), que precisam de ter informação a tempo e horas, mas que sirva também como ferramenta para todos os investidores na região com o máximo de informação disponível 'online'", declarou.

PUB

A sede do observatório ainda não tem local definido, mas funcionará no "Turismo do Porto e Norte, entre a Entidade Regional da Turismo do Porto e Norte de Portugal e a Associação de Turismo do Porto (ATP)", acrescentou Luís Pedro Martins, referindo que a expectativa é que o observatório esteja "em funcionamento no início do primeiro semestre de 2022". "Vai fazer uma radiografia séria e com informação em 'real time' (tempo real)", considerou.

Questionado sobre o investimento para criar o observatório, o presidente da TPNP explicou que o projeto tem uma "candidatura para fundos europeus", "uma participação do Turismo de Portugal" e uma participação da Riptur", que tem uma candidatura na Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) tendo em vista um projeto do género e ao qual agregou o observatório regional.

Para celebrar os dois anos de mandato à frente do organismo, a TPNP vai organizar na sexta-feira um "winebinar" (junção da palavra webinar com wine (vinho), com o título "O poder das marcas regionais. O (maior) brinde à resiliência", que visa apelar à capacidade de superação do setor do turismo.

Luís Pedro Martins, 52 anos, ex-diretor executivo da Torre dos Clérigos do Porto e licenciado em 'design' pela Escola Superior de Artes e Design, em 1995, foi eleito presidente da TPNP em janeiro de 2019 com a maioria dos votantes, tendo tomado posse do cargo a 05 de fevereiro de 2019 no Palácio da Bolsa, no Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG