O Jogo ao Vivo

Porto

Nova presidente quer "fazer mais" para continuar sucesso dos Vinhos Verdes

Nova presidente quer "fazer mais" para continuar sucesso dos Vinhos Verdes

Tomaram posse, esta quinta-feira, na Casa do Vinho Verde, no Porto, os novos órgãos sociais da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV). Pela primeira vez, a Comissão conta com duas mulheres na liderança, com Dora Simões a assumir a Direção e Celeste do Patrocínio a assumir a Presidência do Conselho Geral.

No seu discurso, a nova líder, frisou que o caminho tem sido feito de "forma estratégica", mas que não será suficiente para garantir um "futuro melhor", pelo que é importante refletir e encontrar o caminho mais vantajoso para o negócio. "Vai ser necessário ancorar a estratégia da região em aspetos que façam a diferença a médio e longo prazo e que possam ajudar a estabelecer para o Vinho Verde uma categoria mais sólida e alargada no mercado nacional e internacional", perspetivou Dora Simões, que vai contar com Óscar Meireles e Rui Pinto como vogais, em representação do Comércio e da Produção, respetivamente.

PUB

Perante uma sala cheia de representantes de organismos e associações da vinha e do vinho, a nova líder, que foi eleita por unanimidade, disse esperar contar com "a energia e perseverança característica dos produtores da região" para dar continuidade a um percurso positivo e de reconhecimento deixado por Manuel Pinheiro, que cessa funções após 22 anos como presidente da Comissão. Até porque, como fez questão de sublinhar, "se há região que pode atualmente tirar enorme partido das tendências mundiais de consumo é exatamente esta. Parece-me que o Vinho Verde tem hoje oportunidades que não pode perder."

Antes, já o presidente cessante tinha tecido rasgados elogios à nova líder, alguém que "tem mundo e que traz o mundo para nós". Numa cerimónia cheia de simbolismo, mas de expectativa - até porque a "região vai querer ir mais longe", Manuel Pinheiro não quis deixar de assinalar o regresso a casa de uma mulher "do norte e da região".

Natural do Porto e licenciada em English for International Business pela University of Central Lancashire, no Reino Unido, Dora Simões conta com um percurso longo no setor dos vinhos. "Trabalho com vinhos há quase 25 anos e verifico que nunca como agora se procurou tantos vinhos brancos, tantos vinhos com castas autóctones, tantos vinhos com frescura natural, tantos vinhos com álcool equilibrado, tantos vinhos genuinamente diferenciados".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG