Premium

Novo apoio social da pandemia com duração máxima de seis meses

Novo apoio social da pandemia com duração máxima de seis meses

Governo propõe valor mínimo de 50 euros para a prestação, partidos da geringonça dizem que é pouco. António Costa aceita incluir trabalhadores informais.

O Governo propõe que a nova prestação social para quem perdeu rendimentos devido à pandemia tenha uma duração máxima de seis meses, podendo ser seguidos ou interpolados, apurou o JN/Dinheiro Vivo junto de fonte das negociações.

O novo apoio está em cima da mesa e há abertura dos partidos da Esquerda parlamentar, mas o valor mínimo, o período de aplicação e a fórmula de cálculo ainda são matérias em aberto. Por exemplo, o Executivo quer limitar a duração do apoio a seis meses, exceto para os trabalhadores em que o subsídio de desemprego tenha terminado, mas o Bloco de Esquerda defende que a prestação dure todo o próximo ano, com uma avaliação.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG