O Jogo ao Vivo

Igreja

Novo bispo de Leiria-Fátima tomou posse este domingo

Novo bispo de Leiria-Fátima tomou posse este domingo

D. José Ornelas chega a Leiria com o sonho de "uma Igreja próxima dos mais fragilizados". O novo bispo de Leiria-Fátima tomou posse este domingo, perante centenas de fiéis e entidades civis e religiosas.

Manuel Jacinto chegou ao largo da Sé de Leiria uma hora e meia antes do início da cerimónia da tomada de posse do novo bispo de Leiria-Fátima e junto às portas da catedral já havia gente à espera para entrar. Sacristão na paróquia da Barosa, nos arredores da cidade, fez questão de vir dar as boas-vindas ao novo bispo, depois de, há oito dias, também ter participado na missa de despedida de D. António Marto.

"Só conheço D. José [Ornelas] da televisão. Espero que seja tão bom como foi. D. António, mas também é preciso que o povo o ajude", disse o sacristão, de 81 anos, enquanto aguardava, num dos bancos da frente, o início da cerimónia de posse do novo titular da diocese de Leiria-Fátima.

PUB

Como manda o ritual, D. José Ornelas entrou na catedral acompanhado do bispo emérito, do patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, e do núncio apostólico, D. Ivo Scapolo. De um lado e do outro do corredor central da catedral, muitos telemóveis ao alto, para registar o momento. Manuel Jacinto prefere gravar a imagem "no coração", como o fez depois com a homilia do novo bispo.

Perante muitos membros do episcopado português, o clero da diocese e muitos fiéis, D. José Ornelas disse chegar à sua nova diocese "com muita liberdade, disponibilidade e esperança", "sem agenda nem programa feito", mas com "um sonho". O sonho de uma igreja "próxima dos mais fragilizados e excluídos", "acolhedora do estrangeiro e do que é diferente, como sinal e laboratório de um mundo melhor", e de uma Igreja de "participação ativa de todos, segundo os carismas e funções de cada um".

"Trago um sonho: é aquele para o qual o Papa Francisco convocou toda a Igreja em processo sinodal", realçou D. José Ornelas, que lembrou a "feliz coincidência" de hoje se celebrar o nono aniversário da eleição de Francisco como Papa.

Reconhecendo que o caminho que sonha para a sua nova diocese "já está a ser trilhado", o bispo disse contar com o "acolhimento" e participação de toda a Igreja diocesana para continuar esse trabalho. "Juntos podemos fazer com que esse sonho se torne uma realidade", reforçou, deixando ​​​​​​​depois um "sentido" agradecimento a D. António Marto, considerando "um privilégio e um desafio" suceder-lhe.

D. José Ornelas, que é também presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, dirigiu-se ainda aos jovens, a quem pediu para não se deixarem "ficar apenas como observadores da construção da comunidade diocesana" e para se envolverem na Jornada Mundial da Juventude, e deixou uma mensagem de "sentida saudade" aos diocesanos de Setúbal, onde saiu para abraçar este nova missão.

Antes, durante a cerimónia de tomada de posse, o núncio apostólico agradeceu a "generosidade" e "disponibilidade" com que D. José Ornelas aceitou a missão e desejou que o seu trabalho apostólico "produza abundantes frutos" e que contribua para "expandir, cada vez mais, a devoção a Nossa senhora de Fátima". D. Ivo Scapolo agradeceu ainda o "zelo e grande entusiasmo" como que D. António Marto serviu a diocese ao longo de 16 anos.

Por sua vez, D. António Marto desejou ao seu sucessor "uma feliz missão", com "luz, sabedoria, saúde, generosidade alegria espiritual e sentido de humor".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG