Ciência

Novo dispositivo português para rastrear a covid-19

Novo dispositivo português para rastrear a covid-19

Universidade de Aveiro e empresas estão a desenvolver aparelho que vai medir nível de oxigénio e temperatura sem contacto direto.

A Universidade de Aveiro (UA) está a desenvolver, em parceria com diversas empresas, um dispositivo que permitirá rastrear a covid-19 a partir do nível de oxigénio e temperatura corporal das pessoas.

O projeto chama-se TO2 - postos de medição sem contato de saturação de oxigénio e temperatura, é financiado em 476 mil euros pela Agência Nacional de Inovação e deverá ficar concluído dentro de 10 meses. Visa desenvolver e integrar sensores em postos portáteis para medição, sem contacto, daqueles dois parâmetros fisiológicos indicadores da covid-19, em locais onde geralmente há muita aglomeração de pessoas, como transportes públicos, aeroportos, escolas, empresas, centros comerciais, eventos e hospitais, entre outros.

Desta forma, explica a universidade, "será possível identificar precocemente potenciais infetados com covid-19 e atuar mais cedo, diminuindo o risco de transmissão comunitária do novo coronavírus e melhorando a eficácia dos tratamentos". Além disso, "a medição sem contacto, aliada ao cumprimento das normas sanitárias das entidades competentes, previne possíveis contágios indiretos através do próprio dispositivo".

Os pacientes infetados com o novo vírus registam habitualmente "temperatura corporal elevada" e "níveis extraordinariamente baixos de oxigénio no sangue, mesmo sem revelarem dificuldade respiratória", daí que estes tenham sido os parâmetros selecionados para serem medidos pelo novo dispositivo, explica a UA.

No projeto participam, para além da universidade, as empresas RI-TE - Radiation Imaging Technologies e Exatronic. São também parceiros o Centro Hospitalar do Baixo Vouga, o Instituto de Instrumentación para Imagen Molecular/Universitat Politècnica de València e a Insulcloud, uma empresa tecnológica pioneira do desenvolvimento de dispositivos para o controlo e monitorização de doenças crónicas.

Outras Notícias