Nacional

Novo líder do PS dá liberdade de voto aos deputados

Novo líder do PS dá liberdade de voto aos deputados

O novo líder do PS, António José Seguro, prometeu renovar o seu partido ao nível dos protagonistas, adiantando que iniciará já quinta-feira o processo para a vigência da regra da liberdade de voto na bancada socialista.

António José Seguro falava depois de ser considerado formalmente vencedor das eleições para o cargo de secretário-geral do PS, numa declaração de cerca de 15 minutos sem direito a perguntas por parte dos jornalistas e em que começou por saudar o seu adversário derrotado, Francisco Assis.

"Ser líder do PS é simultaneamente uma honra, uma responsabilidade e uma oportunidade", declarou, antes de considerar que a carga de responsabilidade é agora "acrescida" face à difícil conjuntura nacional e internacional.

Depois, prometeu mudanças a nível interno: "Um novo ciclo significa desde logo novas ideias, novos protagonistas, novos projetos, novos diálogos, uma nova interacção do partido com a sociedade, uma nova forma de fazer política para as pessoas e com as pessoas".

Em termos imediatos, ainda neste capítulo interno, disse que iniciará "o processo de renovação do PS promovendo o debate político e valorizando a militância".

"Modernizar e abrir o partido à sociedade, levando-o para junto das pessoas -- o Congresso Nacional de Setembro já terá novidades quanto a este propósito", referiu.

A mais curto prazo, Seguro disse que avançará a reforma na frente parlamentar.

"Introduziremos a liberdade de voto como regra de acção dos deputados do PS na Assembleia da República. Mudança que reputo da maior importância, cujo processo será iniciado já a partir da próxima quinta-feira numa reunião com o Grupo Parlamentar", frisou.